domingo, 9 de junho de 2013

Pequei

Uma das grandes diferenças entre Saul e Davi era o significado que cada um dava ao dizer "pequei".
Encontramos Saul dizendo que havia pecado por algumas ocasiões, mas confessava por questão circunstancial ou mesmo conveniência. Vemos isso em 1 Samuel 15, quando disse que havia pecado e até mesmo pediu perdão, porém Samuel deixou bem claro que Deus já o havia rejeitado. Ao que tudo indica, Deus não aceitou o pedido de perdão de Saul. E por quê? Porque não foi sincero, não havia se arrependido de fato.
Já Davi foi diferente.
Mesmo tendo cometido horrendo pecado de adultério e assassinato, ao ser repreendido confessou prontamente o seu pecado e recebeu de Deus o perdão, mesmo tendo que arcar com as consequências do que ele havia feito.
Pecado é pecado e deve ser encarado como tal.
Não adianta mascarar ou dar outro nome a ele.
Também não adianta simplesmente dizer "pequei" sem uma atitude que denote um real e verdadeiro arrependimento.
Deus é misericordioso, mas Ele espera de quem peca um verdadeiro arrependimento. Deus sabe quem de fato se arrepende!
Se um dos significados do pecado é "errar o alvo", que o arrependido "acerte o alvo" daqui para a frente, é o que se espera de quem confessa "PEQUEI"!