sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Vivendo sob a expectativa da eternidade!

A vida é uma dádiva de Deus. Todos gostamos de viver - há pessoas que estão desgostosas da vida, que preferem morrer, mas mesmo assim estão vivas, e há os que querem dar fim às suas vidas, esses precisam de ajuda!
Mas o que quero escrever aqui é sobre a vida sob a expectativa eterna. Sim, porque se esperássemos somente nesta vida, seríamos os mais infelizes dos seres humanos - embora haja os que não crêem na vida eterna.
Os que vivem na expectativa da vida eterna, vivem como se não vivessem! O viver é Cristo, o morrer é lucro! Vida e morte ganham significados novos e diferentes daqueles que o mundo conhece.
Isso não quer dizer que andamos buscando a morte ou que queremos morrer! Não! Isso quer dizer que, quer vivamos, quer morramos, nossas vidas estão nas mãos do Autor da vida. Dito isso, é preciso esclarecer que viver é muito bom, mesmo diante das lutas e tribulações da vida, mas em tudo isso somos mais do que vencedores por Aquele que nos amou!
Viver na expectativa da eternidade é viver com menas preocupação com as coisas desta vida! Isso não significa que vamos relaxar as coisas desta vida, não dar importância ao que realmente é importante. Damos importância sim, mas tudo colocamos debaixo da ótica da eternidade, sabendo que tudo aqui é passageiro. Dizemos como o pregador de Eclesiastes, "vaidade de vaidade, tudo é vaidade" (você sabe que a palavra "vaidade" em Eclesiastes significa "passageiro", "efêmero", não sabe?). Tudo é passageiro, efêmero, inclusive a nossa vida aqui. Estamos de passagem. Um dia nos depararemos com a eternidade.  Esse dia há de chegar, cedo ou tarde, queiramos ou não. Há os que já estão se deparando com ela agora mesmo! Sim, a morte nos remete a eternidade, acreditemos ou não!
Viver na expectativa da eternidade é ser mais humano! É saber que nada somos. Há os que pensam que são diferentes, porém, sepultados não há diferença alguma. Todos nos decompomos de igual modo (a não ser que seja mumificado, mas isso já é outra coisa). Desta forma, fica fora o orgulho, a prepotência, o sentimento de superioridade, e nos igualamos aos outros, e até nos sentimos menores.
Viver na expectativa da eternidade é viver intensamente! É não deixar se abater pelos embates da vida! Decepções, tristezas, desilusões, e coisas semelhantes fazem parte da nossa vida aqui. Mas vamos nos abater? Não, como diz a letra de uma música popular "sacode a poeira e dar a volta por cima".
Acima de tudo, viver na expectativa da eternidade é viver com Cristo e para Cristo. Sem Ele não há eternidade! (E há, mas é bom nem falar!).
Shalom!

Um comentário:

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Graça e paz!

Saber que a nossa esperança não se restringe apenas a esta vida é, sem dúvida, muito confortante e encorajador. Algo que nos ensina que a morte é só uma aparência

Neste sentido, trabalho também a ideia de uma escatologia já realizada, conforme se observa no Evangelho de João. Quem crê não é condenado, ao passo que quem não crê já está condenado. Ou seja, toda a humanidade pecadora foi condenada e já vive debaixo da ira divina. Porém, quando cremos, ressuscitamos com Cristo e a nossa morte física será apenas uma mera aparência. Algo comparável a um sono até que receberemos um novo corpo.

Como consequência de nossa salvação, compreendemos o que Jesus disse sobre o significado de "achar a vida" pois entendo que nós a encontramos aqui neste mundo quando nos dispomos a amar e doar ao próximo tudo o que temos.

Nesses dias de grande tragédia aqui em minha cidade (Nova Friburgo), um pedreiro que perdeu a família nos deslizamentos de terra demonstrou ter entendido o sentido da vida. Ao invés de se deprimir, ele tomou a iniciativa de ajudar a salvar outros que possam estar ainda desaparecidos.

É observando exemplos práticos como este que consigo entender melhor o significado das palavras de Jesus quando o Senhor disse que quem quer ganhar a vida, perde-la-á. E quem perder a vida, achá-la-á.

A boa notícia é que podemos encontrar a eternidade ainda em vida, mesmo sabendo que iremos passar uma única vez pela morte (ou pela transformação no caso dos queforem arrebatados). Então, aqui mesmo, já podemos ter a consciência de seres eternos e achar o significado da vida no amor de Jesus.