domingo, 22 de agosto de 2010

Os Senhor não abandona os seus...

"Porque Israel e Judá não foram abandonados do seu Deus, do SENHOR dos Exércitos, ainda que a sua terra esteja cheia de culpas contra o Santo de Israel" (Jeremias 51.5).

Este versículo mostra quão grande é o amor de Deus! Ainda que Israel e Judá fossem culpadas diante de Deus, todavia o Senhor não as tinha abandonado. Estas nações tinham pecado contra Deus e feito o que era mal aos olhos do Senhor, mas o Deus de misericórdia e amor não as tinha esquecido ou as abandonado à própria sorte. Elas eram alvos da proteção divina, mesmo em meio à transgressão. Era o grande amor de Deus em ação!
Há os que pensam que Deus abandona os seus quando estes pecam ou cometem algum deslize. Deus é Deus de perdão e misericórdia, ainda que não tenha o culpado por inocente, todavia Ele está pronto a restaurar e perdoar o caído. É claro que é preciso haver arrependimento e pedido de perdão para que Deus entre em ação. O Senhor é tardio em irar-se e grande em misericórdia! (Êx 34.6; Jl 2.13; Na 1.3).
Assim, a confiança em Deus deve ser plena e o caído deve entregar-se inteiramente ao amor e compaixão de Deus, confiando que o preço de seu pecado já foi pago por Cristo na cruz do Calvário, e crer que a graça é suficiente para a sua restauração, ainda que pareça impossível aos olhos humanos.
Deus jamais abre mão dos que são seus, a não ser que a própria pessoa não queira render-se e confiar inteiramente no amor do Senhor.

Um comentário:

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Adorado seja Deus, porque se somos infiéis, ele permanece fiel já que de modo algum pode negar-se a si mesmo. É um verdadeiro amor de aliança que constantemente nos constrange a aceitar a amar o nosso próximo de maneira incondicional. Se meu irmão falhar comigo, tenho eu que também usar do mesmo amor com que Deus me ama. Ó quão profundo é o amor de Deus!