domingo, 18 de julho de 2010

O sábado foi feito por causa do homem

"E disse-lhes: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado."  (Marcos 2.27).

O sábado, instituído por Deus como um dia de repouso e descanso semanal, foi levado tão a sério pelos judeus, que se estabeleceu como um mandamento extremamente duro, que a quebra do mesmo era punida com a morte (Ex 31.12-17). A punição com a morte era para lembrar a seriedade do compromisso com Deus. Era também um sinal entre Deus e os filhos de Israel, conforme podemos ler no texto citado.

Mas o propósito de Deus sempre foi o de estabelecer um dia de descanso para o homem, para que este se restabelecesse de seus trabalhos e fadigas, e também como um dia de adoração e comunhão com Ele. Deus não colocou um dia da semana acima do ser humano, ou de suas necessidades, mas como uma forma de ajudar ao homem a entender a necessidade do descanso, de se refazer as forças para continuar a labuta da vida, bem como um dia de adoração e comunhão com o próprio Criador. Entretanto, o que parecia bom para o homem se tornou algo escravizante, não da parte de Deus, mas da parte do próprio homem, por não entender o propósito de Deus. O que aconteceu foi que o sábado se tornou mais importante do que o próprio homem. Um dia da semana torna-se, no conceito religioso, mais importante do que o próprio ser humano.

Nos dias de Jesus, os fariseus acusaram os discípulos do Mestre de violarem o sábado, justo porque colhiam espigas de uma seara nesse dia. Jesus os indagou se eles nunca tinham lido o que Davi havia feito, comendo dos pães da proposição juntamente com os seus homens, o que era permitido somente aos sacerdotes, e mesmo assim, não foi punido por Deus. E por que fez isso? Porque estava com fome, demonstrando assim que a necessidade humana estava acima das regras religiosas. O que Davi havia feito era uma questão de sobrevivência por uma causa maior. Embora isso não seja pretexto para se violar as leis divinas, o que Jesus responde é que Ele era Senhor de todas as coisas, inclusive do sábado, e que o que os discípulos estavam fazendo tinha sido autorizado por Ele. Mas ao dizer que o sábado tinha sido feito por causa do homem vemos aqui um princípio que se aplica à vida, principalmente no aspecto da justiça e dos relacionamentos humanos.

Nada pode escravizar o ser humano. Cristo veio para nos dar vida e vida com abundância. E viver a vida abundante é ser livre, ter a consciência limpa de que se está servindo a Deus de coração e não baseado em regras e leis previamente estabelecidas. Os princípios de Deus devem ser entendidos como princípios de vida e não princípios escravizantes ou pesados. O alvo de Deus é o ser humano. Este é o principio do Evangelho. Cristo veio buscar e salvar o que se havia perdido. Resgatar o ser humano de seu estado caído e restabelecê-lo à comunhão com o Pai. E essa comunhão é baseada no AMOR. O que não é feito por amor ou com amor não tem valor algum diante de Deus. Guardar o sábado (ou o domingo, seja qual for) com pretexto puramente religioso, sem devoção, sem amor a Deus e a sua Palavra não vale um vintém diante de Deus. Isto se aplica a tudo na vida. Eu vejo Jesus ensinando que o que contamina o homem não é o que entra, mas o que sai de sua boca, porque provém do coração! O adultério para Jesus não é somente o ato em si, mas o desejo de adulterar que está no coração, o que na verdade já ocorreu, independente de praticá-lo ou não! E quantos há que estão neste estado diante de Deus! Deus está preocupado com o que está em nosso coração. Qual o motivação que nos leva a agir da forma que agimos. Se somos verdadeiros e sinceros ou não.

Assim, que não haja nenhum sábado ou qualquer outra coisa acima de nossa consciência ou de nossa vida, pois quer vivamos  ou quer morramos, somos do Senhor!

3 comentários:

Jovem Cristão disse...

Muito boas as suas reflexões!

Gostei do seu blog, muito mesmo. Que Deus venha abençoar o senhor.

Fica na Paz de Cristo!

rogerio borges disse...

a lei do senhor e perpetua, nao vem contradizer a lei pq Deus ia fazer uma lei e mesmo assim ia deixar na biblia pra gente ler? se nao fosse pra cumprir Deus sabe de Tudo do futuro de tudo e sabia q nos iriamos ler a biblia como Deus e perfeito ele nao deveria tirar a lei da biblia se nao fosse pra nos gradarmos?
jesus venho e nos ensinou a meira correta de guardar o sabado e nao venho pra abulir a lei mas sim para cumprir :)
Mateus, capítulo 5, versículos 17-19, Jesus diz que Ele não veio para destruir a Lei ou os profetas, mas veio para cumprir.

Julio Cesar Correa disse...

lindo artigo!